O LIMITE DA ELITE FOI A ÚLTIMA ELEIÇÃO?

cvalente

Tenho pensado muito em como deve ser o dia a dia da Presidenta do Brasil.

No seu primeiro mandato já considerava um abuso a forma como era tratada pela mídia, quase todos os dias divulgando notícias negativas sobre o seu governo, com a ajuda da imprensa internacional pactuada com os grupos econômicos desejosos de abocanharem a riqueza do Brasil. Essas notícias negativas não começaram no primeiro momento de seu governo, mas assim que perceberam que suas tentativas (dos grandes meios de comunicação) de seduzi-la nos primeiros meses de seu primeiro mandato não tinham surtido efeito ENDOIDECERAM. Assim como Lula, Dilma não se curvou à elite brasileira, apesar de administrar o país para todos.

Exatamente ai está o problema. A administração do país para todos. Não é que os ricos não tenham ganho (e muito) nos governos do PT. O problema é que os miseráveis ascenderam e os pobres também. Junto com estes, os negros, os favelados, os humildes, todos passaram a ter melhores condições de vida e a transitarem mais pelas cidades: nos ônibus, metrôs, aviões (até nos aviões?!?!)… pelos supermercados, shoppings, restaurantes, cinemas, teatros…. Os mais pobres passaram a ingressar na universidade em cursos de engenharia, direito, medicina….(até nesses cursos?!?!). Tudo isso complicou bastante a vida do PT; a vida de Lula e Dilma. Uma mulher ganhar então duas vezes, sendo a última após toda uma tentativa internacional de desgastá-la. Não, chega!!!! Vamos para o tudo ou nada! Tomar o poder de uma forma ou de outra. Acabar com essa turma da inclusão de uma vez (imagino que seja assim os diálogos nas mesas da elite). E como essa raiva se expressa? Em mentiras pelas redes sociais e em meias verdades nos grandes meios de comunicação que fazem a cabeça de muita gente ingênua.

De fato, vivemos um momento de grande tensão. O limite da elite foi a última eleição. Estouraram! A mídia decidiu que Lula sangraria quando na época do Mensalão (prática antiga, mas que se tornou criminosa apenas com o PT) e o que aconteceu? Lula foi reeleito. Pensaram que Lula não elegeria um poste. E o que aconteceu? Dilma vence. Imaginaram que São Paulo era seu reduto e o que acontece? Haddad vence do queridinho Serra. Parecia o fim do mundo. Ai todos ficam contra Dilma, até o partido da chapa. E uma vez mais ela vence contra grandes forças oposicionistas que trabalharam diuturnamente para a vitória do Aécio. Foi o fim do mundo. Somente a guerra!

E é exatamente uma guerra de baixo nível que continuamos assistindo. Eu diria, mesmo sem ter vivido tanto e nunca ter vivido sob tortura, apenas por imaginar e refletir, que Dilma deve ser mais torturada hoje do que na época da Ditadura. Quais são os seus principais defeitos?

– Ser republicana e fortalecer todos os poderes?

– Ser uma gestora responsável com um modus operandi diferente de outros políticos? Seria melhor ela ser como o Sarney? Ou o Renan? Ou o FHC? Ou o Aécio? Ou mesmo o Lula? Por que seu jeito de fazer política não é bom? Porque não faz afagos? Porque não dá tapinhas na costa? Porque não se reúne com os “colegas” para fumar um cigarro ou tomar um café, ou dar umas boas gargalhadas ou pensar em como passar a perna em A, B ou C?

– Ser mulher?

– Ser durona na gestão e no controle, mas não ser bruta no confronto político?

Penso que o Brasil teve uma grande sorte em ter Dilma como Presidenta. Se não fosse ela, pelo seu jeito de ser e pela fúria da oposição, não teríamos conhecimento explícito de  falcatruas (históricas) que acontecem no Brasil.

Ao enfrentar tudo isso com dignidade (somente ela sabe do sofrimento) demonstra ser de ferro, como costumam dizer. Ela está inabalável. Sinto que Dilma deve ter um grande coração, um grande amor pelo Brasil. E é esse amor, seu ponto forte e seu ponto fraco. Enquanto os demais tudo farão pelo poder (até destruir o Brasil), ela tudo fará pelo Brasil (para que não seja destruído). E ao pensar o Brasil ela não deve pensar apenas em salvar empresas, mas em salvar os brasileiros que saíram da marginalização, que ascenderam e que precisam que as atuais políticas continuem.

Se com Dilma, muitos jovens brasileiros tem sofrido com o acirramento dos ânimos no Brasil, imaginem se a oposição volta ao poder o que aconteceria, com esses mesmos jovens?

O melhor é não apostar para ver.

Que continuemos com um Governo Inclusivo, mesmo que com seus momentos contraditórios. Mesmo assim, o que se tem hoje, não se compara com o que se teve no passado.

DILMA DE AÇO E CORAÇÃO

Anúncios

2 pensamentos sobre “O LIMITE DA ELITE FOI A ÚLTIMA ELEIÇÃO?

  1. Pingback: O limite da elite foi a eleição de 2014? - Viomundo - O que você não vê na mídia

  2. Pingback: O limite da elite foi a eleição de 2014? | bita brasil

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s